RESENHA: COSMIC CHURCH - Täyttymys
27/11/2018 11:52 em Resenhas

 

 

 

 

 

COSMIC CHURCH - Täyttymys



HISTÓRICO

Tendo como idealizador o grande Luxixul Sumering Auter (Aura Saturnal, Frozen Graves, Asymmetry), a COSMIC CHURCH foi um projeto que nasceu com o propósito de ter breve duração.

Com o propósito de lançar apenas três "Full-lengths", "Täyttymys" encerra a trilogia iniciada pelos álbuns "Absoluutin lävistämä" (2010) e "Ylistys" (2013). 

 

ANÁLISE

Um dos cenários mais prolíficos do Black Metal é o finlandês. Grandes bandas saíram daquelas terras gélidas, trazendo um clima soturno que é essencial ao metal negro.

E a COSMIC CHURCH é, sem dúvidas, uma das preciosidades deste negro cenário.

Encerrando a trilogia que serviu de motivo para sua existência, "Täyttymys" ("Consumação", em português) mostra o porquê esta é uma das melhores bandas vindas daquela região.

O álbum tem início com a faixa "Aloitus", que retrata muito bem a sonoridade climática apresentada pela COSMIC CHURCH: poucas bandas em atividade conseguem criar tal clima.

Já nesta primeira faixa é possível perceber a força contida neste álbum; Uma profusão de afirmações que funcionam como hinos de devoção às forças naturais e ao universo, trazendo em suas letras uma sintonia com a natureza com forte inspiração panteísta.

"Armolahja" vem na sequência com um riff inicial que já conquista em seus primeiros segundos. Temos aqui também uma das características da banda: teclados muito bem encaixados, ajudando ainda mais na construção desta sonoridade cósmica. Se as coisas já estavam maravilhosas, preste atenção a partir dos 2'30"! Soberba!

Se conseguiu sobreviver às primeiras faixas, "Sinetti" continuará a condução desta atmosfera de forma esplêndida. Com incursões mais presentes do teclado, esta é uma faixa ainda mais climática e, por isso, mais grandiosa que a anterior.

O belo tema instrumental "Huuto" serve como ponte para outro grande momento do álbum: "Vangittu". Seus mais de nove minutos mostram toda a versatilidade e capacidade da COSMIC CHURCH em conduzir o ouvinte às mais diferentes sensações. Poucos conseguem transitar do clima brutal e veloz ao épico em segundos com tamanha maestria. 

"Alttari" serve como preparação para aquela que será a última música produzida pela banda: "Täyttymys". Uma faixa que beira a perfeição, "Täyttymys" é o perfeito "canto do cisne" para essa que é uma das melhores bandas vindas das terras finlandesas. A influência do Heavy Metal clássico em seu início faz desse momento algo marcante. Emocionante encerramento de uma verdadeira viagem cósmica.

 

VEREDITO

Em tempos onde é difícil identificar uma banda pela sua autenticidade (já que a maioria aposta naquela sonoridade tradicional), a COSMIC CHURCH sempre se sobressaiu. "Täyttymys" não só é obrigatório como figura facilmente entre os melhores trabalhos lançados pelo underground.

Coitados são aqueles que passam a vida inteira sem contato com essa complexa e profunda viagem transcendental.

 

ATENÇÃO

Não apenas a sonoridade e as profundas letras da COSMIC CHURCH merecem atenção, como também sua parte visual.

Desde a linda capa (assim como as demais) até o encarte, feito em papel cartão, são componentes que enriquecem ainda mais esta obra. Sem dúvidas, um dos melhores trabalhos de 2018.

 

(Daniel Aghehost)

 

 

 

 

Track-List

1.Aloitus

2.Armolahja

3.Sinetti

4.Huuto

5.Vangittu

6.Alttari

7.Täyttymys

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!