RESENHA: MARDUK - Viktoria
14/09/2018 15:16 em Resenhas

 

 

MARDUK - Viktoria

Label: CENTURY MEDIA - Clique aqui para acessar o site               




HISTÓRICO

Um dos maiores nomes do Black Metal mundial, a sueca MARDUK iniciou suas atividades no ano de 1990.

Detentora de clássicos absolutos como "Those of Unlight" (1993), "Opus Nocturne" (1994) ou "Panzer Division Marduk" (1999), acaba de lançar seu décimo quarto trabalho, "Viktoria", pela CENTURY MEDIA. 

 

ANÁLISE

Confesso: Não tenho me empolgado com os últimos trabalhos da sueca MARDUK. Não lembro exatamente qual foi o último álbum, após os anos 2000, que me despertou atenção. E, mesmo com todo esse ceticismo, ouvi "Viktoria" sem traçar qualquer comparação com seus trabalhos anteriores.

E mal "Werwolf", a primeira faixa, começou, a sensação de estranheza teve início. Com uma pegada voltada ao Metal Punk, são pouco mais de dois minutos de uma faixa sem contexto algum. Não tenho dúvidas que será executada agressivamente nas apresentações ao vivo. Mas, definitivamente, esse tipo de som não é o característico da MARDUK.

A sensação estranha continua em "June 44". Veja, não é uma faixa ruim. Mas não é algo que empolgue. Definitivamente, uma das bandas mais bélicas do metal extremo perdeu (e muito) seu poder de fogo.

Esse clima continua em "Equestrian Bloodlust". Uma faixa mediana, onde momentos inspirados aparecem aqui e acolá. Mesmo assim, pouco para tornar tudo mais interessante.

As coisas começam a melhorar em "Tiger I". Uma faixa mais cadenciada que remete aos primeiros discos da banda. Não é o mesmo clima, mas com certeza essa é superior às faixas anteriores (não que isso fosse uma tarefa árdua). As linhas criadas por Morgan e Devo são inspiradas, assim como os vocais de Mortuus. Arrisco dizer que "Viktoria" é seu melhor trabalho até então.

Já a faixa seguinte, "Narva", se aproxima da fase mais extrema da banda. Essa faixa poderia facilmente fazer parte dos discos lançados no início dos anos 2000. Temos o tradicional começo avassalador das típicas faixas da MARDUK com linhas vocais bem agressivas. 

Não se assuste com o começo diferente de "The Last Fallen". Passados os segundos iniciais de um clima "ameno", logo a brutalidade surge mantendo o bom nível construído desde a faixa anterior. Vale destacar o excelente trabalho do baterista Widigs. Uma acertada escolha para o posto.

"Viktoria", a faixa título, mostra que mesmo não possuindo o mesmo poder de ataque de outrora, a banda ainda consegue produzir momentos inspirados.

As duas últimas faixas do álbum, "The Devil's Song" e a arrastada "Silent Night" não entregam acima do esperado, mas também não comprometem o resultado final.

 

VEREDITO

Apesar de conter alguns lampejos de seus melhores momentos, "Viktoria" será apenas mais um disco na carreira da sueca MARDUK.

Claro que esse álbum suscitará paixões e ódios nos ouvintes. Mas é inegável que, mesmo possuindo certa qualidade, está aquém dos clássicos dessa lenda do Black Metal.

Compre apenas se for colecionador ou se o dinheiro sobrou e já adquiriu os grandes lançamentos deste ano.

 

NOTA

"Viktoria" teve lançamento nacional pelo selo URUBUZ RECORDS.

No próximo dia 23/09 teremos MARDUK em São Paulo.

Excelente oportunidade para verificarmos se essas faixas soarão bem ou se as antigas ainda se destacarão.

Compareça!

 

 

 

(Daniel Aghehost)

 

 

 

 

Track-List

1.Werwolf

2.June 44

3.Equestrian Bloodlust

4.Tiger I

5.Narva

6.The Last Fallen

7.Viktoria

8.The Devil's Song

9.Silent Night

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!