RESENHA: FALLEN IDOL - Mourn the Earth (2018)
11/09/2018 11:16 em Resenhas

 

 

FALLEN IDOL - Mourn the Earth

Labels: TALES FROM THE PIT - Clique aqui para acessar o site 

             NOMADE RECORDS - Clique aqui para acessar o site

             MUTILATION RECORDS - Clique aqui para acessar o site

             THE METALVOX PRODUÇÕES - Clique aqui para acessar o site

             NUKTEMERON PRODUCTIONS - Clique aqui para acessar o site

             LEFT HAND RECORDS - Clique aqui para acessar o site

             




HISTÓRICO

Formada na cidade de Arujá/SP, a FALLEN IDOL iniciou suas atividades no ano de 2012 apresentando uma sonoridade ímpar dentro do Doom Metal.

Apesar da curta trajetória, é responsável pelos já clássicos álbuns "Fallen Idol" (2015) e "Seasons of Grief" (2016). Seu mais recente trabalho, "Mourn the Earth" foi lançado em uma parceria das gravadoras Tales from the Pit, Nomade Records, Mutilation Records, The Metalvox Produções, Nuktemeron Productions e Left Hand Records. 

 

ANÁLISE

Poucas bandas conseguem se sobressair após o lançamento de um grande disco. E este, felizmente, é o caso da paulista FALLEN IDOL que, após o lançamento do grande "Seasons of Grief" apresenta seu novo material: o ainda melhor "Mourn the Earth".

Pra quem vem acompanhando a banda nos palcos, foi possível notar a evolução em tão pouco tempo de estrada. E toda essa evolução é sentida nos primeiros acordes de "Witches of Lucifer". Essa introdução, incorporada à música, mostra toda a extrema coesão dos músicos. Agora, quando a coisa começa "de vez", somos agraciados com uma das melhores músicas compostas pelo trio. É inegável aqui a qualidade dos vocais de Rodrigo Sitta (sem dúvidas, um dos maiores vocalistas do estilo) assim como o timbre da bateria do excepcional Ulisses Campos. Um baterista desse quilate exige que a produção lhe seja favorável e o trabalho realizado por Ivi Kardec e Felipe Stress (No Limits Studio), em parceria com Rodrigo Sitta, trouxe à tona toda a qualidade da potente bateria. 

Qualidade essa que é demonstrada na faixa seguinte, "Time to Mourn the Earth". Esse início quebrado (onde até um bumbo duplo aparece na hora certa), serve de condução para que Rodrigo Sitta possa demonstrar seu outro talento: os riffs inspirados de guitarra. O Doom Metal é conhecido pelos momentos marcantes proporcionados pela guitarra e essa faixa faz jus à essa afirmação. E riffs dessa magnitude estão aos quilos, não só nesta faixa como em todo o álbum. Um absurdo.

Reparem: Estamos apenas na segunda faixa e todos os méritos para as guitarras e bateria já foram decantados em verso e prosa. Mas e o contrabaixo?

Item primordial quando o assunto é o "Heavy/Doom Metal" e mais ainda quando falamos de um "power trio", o baixo merece um parágrafo à parte. Executado com maestria por Marcio Silva, temos aqui as linhas de baixo mais bem executadas do metal nacional atual. Arrisco a dizer que não só faz corretamente a condução ritmica da sonoridade da FALLEN IDOL como vai além: é possível perceber linhas inspiradíssimas e acima da média executadas por um dos maiores baixistas da atualidade. Que time!

Só um time em tamanha harmonia e com extrema qualidade seria capaz de produzir faixas como "Wait" (que clima soturno e denso!), a rápida "Shattered Mirror" (onde a banda parece "brincar" com sua extrema técnica em cada uma das alternâncias de andamento - indo do início rápido ao final totalmente psicodélico - com tamanha facilidade) e a bela "Chrisalysm" (onde o baixo de Marcio Silva mais uma vez justifica todos os adjetivos recebidos nas linhas anteriores - que momento sublime!).

Essa última serve como grande ponte para outro momento de destaque do álbum. "Lucidity" mostra mais uma vez que a FALLEN IDOL atingiu uma evolução impressionante neste álbum. Tudo apresentado nesta faixa é superlativo!

"Sacred Place" fecha este que é, sem dúvidas, não só um dos melhores lançamentos de 2018 como um dos melhores lançamentos que o underground já produziu. Sabe os maiores clássicos de bandas como CANDLEMASS e SOLITUDE AETURNUS, por exemplo? "Mourn the Earth" figura facilmente ao lado destes clássicos.

 

VEREDITO

"Mourn the Earth" não é obrigatório apenas para os seguidores do metal nacional. Este é um disco obrigatório para todo amante da música de qualidade, feita por exímios músicos que apenas estão em seu terceiro álbum. De verdade, faz tempo que não me impressiono altamente com um disco. 

Aquele rótulo de Doom Metal que a FALLEN IDOL recebou por seus álbuns anteriores ficou para trás. Estamos diante de um autêntico disco de metal. Em sua mais criativa e excepcional concepção.

 

NOTA

Além de termos toda a preciosidade sonora de "Mourn the Earth", temos também a excelente parte gráfica à cargo de Cesar Benatti e Rodrigo Bernardo. Sem dúvidas, temos aqui o melhor trabalho gráfico apresentado pela banda até o momento. Perfeito para ilustrar o rico trabalho produzido pela banda.

  

(Daniel Aghehost)

 

 

 

 

Track-List

01. Witches Of Lucifer

02. Time To Mourn The Earth

03. Wait

04. Shattered Mirror

05. Chrisalysm

06. Lucidity

07. Secret Place

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!