RESENHA: DESTRUCTION - Under Attack (2016)
24/10/2016 - 19h30 em Resenhas

 

 

Destruction - Under Attack

 

Faz tempo que não me empolgo com um álbum da lenda alemã DESTRUCTION. Desde "The Antichrist" (2001) que acho que a banda deixou de fazer um som visceral para algo meio pragmático.

"Under Attack" é o 14º álbum da banda, 4 anos após "Spiritual Genocide".

Não que o disco seja ruim, pelo contrário. todos os elementos do Thrash Metal estão ali. Mas sabe quando falta algo? Se pegarmos algumas faixas desse disco e misturarmos com outras dos mais recentes lançamentos da banda, como "Day of Reckoning" (2011) ou "Thrash Anthems" (2007), ficará difícil demais distinguí-las, já que todos são similares na falta da genialidade de outrora.

"Generation Nevermore" até traz bons momentos, que remetem à fase clássica. Mas não é algo que empolgue por muito tempo. Talvez uma das grandes faixas da banda nos últimos anos, perfeita para ser executada ao vivo (posso até ver o público cantando seu refrão junto com a banda). Mas ainda é pouco pra uma banda com o gabarito da DESTRUCTION.

"Dethroned" é outro bom momento, outra faixa feita para os shows. Há de se destacar aqui a competência da banda, já que Schmier continua com sua linha vocal tradicional e a guitarra de Mike ainda possui a competência de sempre. Sem mencionar o excelente trabalho na bateria de Vaaver, presente na banda desde o já citado "Day of Reckoning".

"Getting Used to the Evil" não empolga. O refrão fica na cabeça, os vocais de Schmier estão interessantes, mas essa levada mais "tranquila" soa estranho demais para quem está acostumado com a porradaria sonora da banda. Não à toa, esta é também a faixa mais longa de todo o play, o deixando mais cansativo ainda. Descartável.

Pra superar essa música, a banda precisaria de algo mais poderoso, porém não é o que vimos. Faixas medianas como "Pathogenic", "Elegant Pigs" (a melhorzinha da sequência) ou "Stigmatized" mostram uma banda tentando flertar com uma sonoridade mais moderna e, com isso, mais maçante. Uma pena.

A parceria da banda com a KRISIUN no Rock in Rio rendeu uma versão para o clássico "Black Metal", da lenda Venom, com a participação de Alex Camargo. Interessante.

Uma pena que uma banda que possui clássicos absolutos do Thrash Metal tenha conseguido lançar apenas álbuns medianos ultimamente. Compre apenas se for colecionador desta lenda germânica.

(Por: Daniel Aghehost)

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!