Terça-feira, 15 de março de 2016 às 9:15 em Resenhas
RESENHA: NOKTURNAL HELLSTORM - Dominance and Persecution (2016)

Lembra da insana ARCKANUM?

Pois essa lembrança vem à tona quando ouvimos "Dominance and Persecution", segundo full-lenght da americana NOKTURNAL HELLSTORM.

Que disco sensacional!!

Aqui você encontra peso, riffs inspiradíssimos, grande trabalho de bateria (Joe Lionti - avassalador) e baixo (ninguém menos que o monstro Dan Lilker - ouça "Incomprehensible Futility"), vocais doentios aliados a belas vocalizações limpas e teclados muito bem encaixados.

Tudo que de melhor dos discos mais toscos dos anos 90 são homenageados neste trabalho. "Oppression" e "The Huntress", por exemplo, chegam a emocionar todo aquele que viveu o apogeu do Metal Negro. Faixas perfeitas!

"Scourge Saints" talvez seja a faixa mais veloz do álbum. Provavelmente herdando as influências do Grindcore da maioria dos membros da banda e ainda melódica (preste atenção no solo final!). Mesmo assim uma faixa mais agressiva que muitos dos discos de Black Metal de hoje. Outra grande faixa do disco é "The Thirst That Cannot Be Quenched". Os vocais doentios de Ron "The Rondertaker" Blackwell alternam muito bem com as vocalizações limpas do tecladista Colin Hanna. Tudo isso sob uma devastação sonora bem harmonizada pelas linhas do teclado. 

O disco fecha com a densa instrumental "Pilgrimage Through the Endless Graves", consolidando esse como um disco essencial na coleção de todo amante do metal negro verdadeiro.

 

(Por: Daniel Aghehost)

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!